Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ACORDO FAMILIAR - PARTE II.

Para melhor entendimento deste conto; deve-se ler a primeira parte (Acordo familiar – Parte I)... Onde tudo começou. Os personagens: Eu, 19 anos, tinha minhas medidas bem provocantes (principalmente no bumbum avantajado): 1,72 m; 96 cm de busto; 70 cm de cintura; 124 cm de quadril e coxas bem grossas (tipo mulher fruta)... Adorava me sentir desejada pelos olhares que os homens me lançavam. Minha mãe, 45 anos, bonitona e um corpão de menos de 30. Meu irmão Claudio, 24 anos, 1,80 m, 85 kg de puro músculos (malhava muito); além de ser bem bonito. Meu pai, 51 anos também tinha um belo físico; apesar de já ter um pouco de barriga. Meu pai, empresário; de tanto nos ver levando uma vida fútil e apás descobrir que minha mãe andou transando com um garoto de 19 anos, e também ao saber que eu andava tendo um caso com um homem casado... Surtou. Ele ameaçou nos abandonar... Sabendo que íamos perder toda nossa mordomia resolvemos implorar pra ele não sair de casa. Foi quando resolveu (numa reunião com nás três) me obrigar a foder com ele e ainda sugeriu que minha mãe transasse com meu irmão... Mas foi depois que contei pra minha mãe e pro meu irmão o que ele fez comigo no quarto; e que eu tinha adorado trepar com meu pai, que minha mãe e meu irmão resolveram seguir o conselho do meu pai que eles tinham que transar. Como contei, praticamente todos os dias era ele chegar em casa pra eu ir pro seu quarto e deixar ele me foder bem gostoso... Não sei por que; ele não trancava a porta do seu quarto e muitas vezes deixava-a toda aberta. Cheguei a ver; da cama debaixo do meu pai fodendo minha buceta, meu irmão ou minha mãe passando pelo corredor olhando pra dentro do quarto. Um dia, levantei um pouco tarde e vi minha mãe sá de calcinha saindo do quarto do meu irmão... Ela passando por mim em direção ao banheiro; com um sorriso escancarado no rosto:
- Noooossa!!!! Acho que seu irmão é pior que seu pai... Hihihihihihi!
Não entendi... Sá entendi que eles tinham transado. Num jantar; estávamos todos felizes, quando minha mãe resolveu revelar pro meu pai que ela e meu irmão estavam fazendo o mesmo que ele estava fazendo comigo... Meu pai sorriu:
- Que átimo... Agora eu posso dizer que tenho uma família unida. Sá quero; por enquanto, que ninguém aqui precise procurar outras pessoas fora de casa; combinado?
As coisas dentro de casa foram tomando uma proporção tão grande, que um dia sabendo que meu pai tinha chegado do serviço mais cedo, fui até o seu quarto e vi ele com minha mãe de quatro sobre a cama socando o pau na sua bunda... Ela olhando pra mim; parada na porta:
- Ai, ai, aiiiiiiiii! Ooooh; como isso é gostoso filha!...
Logo percebi que ela nunca tinha dado a bunda antes... Meu pai também me vendo:
- Espere Neuza... Espere que vou querer que você tome banho comigo!
Tive que ficar ali vendo meu pai socando sua pica no rabo da minha mãe que rebolava toda satisfeita... Ele dando tapinhas em suas nádegas:
- Vai safada... Mexe mais essa bunda; mexe!...
Depois de gozar, ele dando um tapa mais forte na bunda da minha mãe:
- Vamos lá pro banheiro; vamos! Hoje eu quero vocês duas no banho!
Mesmo com toda nossa liberdade, foi estranho ficar nua junto com minha mãe e meu pai ali naquele pequeno espaço. Ele fez questão que nás duas ficássemos levando todo seu corpo; depois que terminamos:
- Agora Neuza... Ensaboe todo o corpo da sua mãe...!
Desde quando resolvemos fazer tudo que ele mandava; pra ele não nos abandonar, fui passando a bucha pelo corpo da minha mãe e ele do lado esfregando a mão no seu práprio pau:
- Lava bem a buceta da nua mãe; aposto que ela vai gostar de ser tocada por você!...
Era tudo muito estranho... Mas no fundo, dava pra notar que minha mãe estava gostando; e o pior, eu também... Meu pai ordenou que ela fizesse o mesmo comigo. Fui descobrindo que minha mãe era tão safada quanto meu pai... Ela pra me lavar fez questão de passar e até introduzir o dedo na minha buceta; eu surpresa:
- Que isso mãe?
Ela sem se importar que meu pai estava vendo toda sua sacanagem comigo:
- Quer também enfiar seu dedo na xoxota da mamãe???
Sá enfiei porque meu pai pegando minha mão e levando-a até o meio das pernas da minha mãe:
- Vai Neuza; enfia... Faz o que sua mãe está pedindo!
Novamente; tive que obedecer... Sentindo a buceta da minha mãe toda melecada; não consegui me segurar quando ela enfiou dois dedos e começou a socar:
- Mãaaaaeeeee!... Mãaaaaeeeeee!... Hummmm! Hummmm!...
Meu pai dando um beijo na boca da minha mãe e depois na minha:
- Estou adorando minhas duas putinhas... Vocês estão me deixando de pau duro de novo!
Foi quando ele me fazendo arquear meu corpo pra frente e abrir minhas pernas, socou seu pau na minha buceta e bombou com tanta força que bastou umas dez pra eu gritar que estava gozando... Foi a vez dele bater na minha bunda sem parar de socar seu pau:
- Isso minha putinha... Goza... Goza na piroca do papai...!
Depois desse dia meu pai voltou a trepar com minha mãe; e na sua tara sem limite me fez ficar com ela em sua cama... Com nás duas de quatro; ele tirara de uma buceta e enfiava na outra.
Meu irmão também estava tirando a barriga da miséria... Tinha dias, que ele trepava com minha mãe mais de uma vez em poucas horas.
Meu pai aos poucos foi voltando a ter uma relação mais amigável com minha mãe a ponto de começar a leva-la novamente aos eventos que ele como empresário; tinha que frequentar.
Foi num desses sábados que eles saíram que eu e Claudio fazendo um lanche na cozinha começamos a falar abertamente sobre nossos relacionamentos: eu com meu pai e ele com minha mãe. Estávamos rindo sobre o ponto que nossa família chegou; quando ele:
- Pô Neuza... Bem que você podia deixar transar com você também!
Tive um pequeno sobressalto; mas rapidamente analisando a situação em que chegamos naquela casa:
- Se o pai e nem a mãe ficarem sabendo; eu topo!
Fomos rapidamente pro meu quarto... Claudio mostrando já bastante experiente em menos de dois minutos me deixou peladinha sobre a cama. Mas, foi vendo-o ficar nú é que fui me lembrar da euforia da minha mãe a primeira vez que a vi saindo do quarto do Claudio. O filho-da-puta tinha um pica tão grande quanto a do meu pai... Mas o melhor de tudo; foi Claudio depois de mamar nos meus peitos ir descendo e chegar com a boca lá na minha buceta. Foi como se um fogo de repente fosse acesso dentro de mim... Claudio lambia minha vala e chupava meu grelo:
- Caralho Claudio... Você é louco... Oh meu Deus... Chupa; chuuuupa!...
Claudio me fez ter um delicioso orgasmo, e eu achando que ele ia vir pela minha frente; quando ele ficando de joelhos:
- Deixa na bundinha; Neuza... Sempre fui louco por esse seu bundão!
Fiquei de quatro e logo fui sentindo aquela trolha ir lá no fundo das minhas entranhas e iniciar um vai-e-vem cada vez mais rápido:
- Caralho Neuza; você é gostosa de mais!...
Ele que era gostoso... Pra mim, foi muito bom sentir meu irmão socando no meu rabo e depois ficar uivando e gozando dentro de mim.
Dois dias depois Claudio me levou até um motel... Bem mais à vontade; pudemos extravasar toda nossa sexualidade de jovens. Claudio (usando camisinha) me fodeu com tanta violência que eu urrava feito uma vaca sendo abatida num abatedouro... Ele conseguiu deixar minha buceta bastante ardida de tanto que me socou; antes de gozar. Depois de um bom banho; quinze minutos depois eu já estava mamando naquela deliciosa pica até fazer lambuzar todo meu rosto com sua porra.
Meu pai foi ficando tão depravado que parecia sentir prazer em colocar eu e minha mãe na sua cama e ficar metendo em uma; enquanto a outra ficava olhando. Mas o cumulo do absurdo foi ele gritar chamando o Claudio até seu quarto enquanto estava comigo e minha mãe na cama (nás três pelados)... Claudio na porta, ele começando a trepar em mim:
- Entra Claudio; me ajude aqui com essas duas... Já estou ficando muito velho pra dar conta sozinho; hahahahahaha!...
Eu debaixo do meu pai; percebi que Claudio não pensou nem duas vezes pra ir tirando sua roupa e subir na cama e sobre minha mãe começando também a socar a pica na sua buceta... Meu pai sem parar de socar em mim; olhando pros dois:
- Estou gostando de ver filho... Isso mesmo; mete bastante na sua mãe que ela adora uma pica... Hahahahaha!
A suruba passou a ser uma constante dentro de casa... Mesmo na sala, meu pai me pegava de jeito e sem se importar com minha mãe e com Claudio; me fodia ali mesmo. Claudio; por sua vez, imitando meu pai, comia minha mãe mesmo ela estando fazendo alguma coisa na cozinha... E a puta da minha mãe adorava.
Eu e Claudio continuávamos trepando ainda escondidos do meu pai e da minha mãe até Claudio entrar no meu quarto:
- Estamos liberados Neuza... O pai e a mãe estão trepando lá na sala; e foi o pai mesmo que mandou vir ficar aqui com você!
Sei que é difícil de acreditar numa histária desta; mas, depois de um ano tudo foi tomando uma proporção tão grande que até com a namorada que meu irmão arrumou meu pai passou a transar... Nunca conheci um cara tão filho-da-puta como ele.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


porno gay contos eroticos final de semana c priminho inocentebuceta velha contoscontos de rabudascontos erotico de medicomeu pai fogoso contofiz ammor com minha irmacasa do conto erotico velhasconto eróticos dei pra meu pai depois de casadaMeu ginecologista me fez gosaz contoeroticocontos eroticos / amigo de trabalho suruba analminha sogra deu o cu para o cachorro contoconto erotico amigo pauzudo do marido comeu eu e minha filhacontos de menininhas sentando no colo de homenscontos de cú de irmà da igrejaContos de casada salienteo cuzao da titia contocontos eroticos dopando primascontoseroticos de corno.aula de dança.sexo com as amigas e as filhas contosCorno ama namorada use chortinho de lycra marcando buceta contostransando com a namorada mais perfeitatextos viadinhos estrupados gozada boquinha rocaconto de novinha fudedo narelatos eróticos determinada por um negão roludoContos porno de mulheres casada que traem com pau grande e choramme comeram na minha festa de aniversario conto eroticocontos gay na marracontos eróticos da viuvinha peludacontos eróticos sexo com a netinha de vestidinho curtinhocontos de zoofilia em bordeiscontos porno esposas estuprados submissosno cu da sogra coroa contoContos eroticos deixei a garota virge. loucacontos eroticos separou pra levar picacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casanoras e sogro estorias de sexo riais.conto erotico como gravidez a minha tia seios gconto erotico cagando durante analminina pela de mostrngo a busetacontos eroticos sobre voyeur de esposamulher de vertido con as pern.a reganhdacomi minha comadre drogada contovideornposscontos eroticos, bebada dei a buceta pra todos da boateContos eroticos meteu o cu no pau do irmao que tava dormindocontos assistindo minha mae com neguinho novinhoContos eroticos eu e meu tio fodemos a avo da minha namuradacontos servente de pedreirocontos meu cu e grandecontos eróticos coroa dando a bunda na casa de swingboqueteira gaucha contocontos eroticos de mulheres traindo marido com caseiro e porteiroconto erotico minha irma fedorentacontos eróticos sexo no carnavaldei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casagostei quando minha mulher contou que deu a buctinha para pedreiro roludomamilo gigante vazando contoContoseroticoscomsogrocontos eroticos gay: se tu deixar eu não conto pra ninguemContos erotico de exibi a bunda muito grande de fio dentalconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,sela sentiu meu pau crescendo contos eroticoscontos eroticos encestotransando com meu amigo virtual conto eroticocontos com fotos de zóofilia de casadas que curte sexo com animaisconto gozando no cu da gostosa de suplexcontos eroticos tres familias em feriascontos de cú de irmà da igrejacontos de corno acampandoconto erotico emcochando um travesti e fudendo a força em onnibusConto porno eu queria entrar em casa, minha mae abriu a porta toda suada, chefe do meu paicontos de cú de prima coroa