Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PRIMO RENATO, COMEU MINHA ESPOSA!

Eu e minha mulher temos o hábito de andar bem à vontade pela casa, até por que moramos sozinhos, o que nos permite essa privacidade, temos uma vida bem rotineira, acordar, tomar banho, se aprontar e sair para o trabalho, menos nos sábados e domingos nos quais temos folga, temos uma vida sexual bem ativa, porem modesta, não nos aventuramos muito em fantasias, certo dia, um sábado lindo maior solão, levantei bem cedo fui até a padaria comprar os pães para o café, quando pra minha surpresa encontro com um primo meu do interior (Renato), gosto muito dele e ele me disse que precisaria resolver algumas coisas aqui na minha cidade e que tinha aproveitado pra dar uma passadinha na minha casa pra me fazer uma visita, conversamos no caminho, comprei o que queria na padaria e voltamos, sá que na distração de nossa conversa ,nem me lembrei de ligar para minha esposa e pedir que já preparasse uma recepção para ele, chegando em casa uma surpresa não pra mim, pois já estava acostumado, mas para ele, minha esposa sá de calcinha encostada na pia lavando a garrafa de café, quando fui entrando pela cozinha ela deu um baita grito e saiu correndo para o quarto, pedi desculpas a ele, mas na verdade acho que ele queria até me agradecer, minha esposa e do tipo gordinha gostosa, peitões e bunda grande e uma bela e grande bucetinha, ele meio sem graça já logo deu um jeito de arrumar um assunto e fingir que nada tinha acontecido, terminei de passar o café que minha esposa tinha iniciado, e à aguardamos para tomar café conosco, não demorou muito ela chegou não muito diferente do que estava, com uma saía media e uma blusinha larga sem sutiã, tava uma delicia, o cumprimentou, e nos sentamos a mesa, minha esposa é meio desastrada as vezes e logo que pegou a faca para passar manteiga no pão, a faca caiu, logo para o lado do meu primo, ao abaixar para pegar imagino eu que por ser larga a blusa e ela estar sem sutiã, deve ter aparecido todo seus peitos e pela cara que meu primo fez acho que isso aconteceu mesmo, depois disso percebi que ele não tirava os olhos dela, sempre que dava ele não perdia a oportunidade de dar uma secada nela! Sá que olhadas aqui, olhadas ali, notei que ela já estava percebendo, e ao invés de se intimidar ela começou a gostar daquilo tudo, não aguentei, me bateu um ciúme incontrolável e a chamei no quarto despistadamente, - o que é isso? Que palhaçada é essa? O cara te secando e você ainda dando trela! Ai ela começou a me dizer que pensou em voltar no quarto e trocar de roupa, sá que ele iria perceber e também admitiu ter sentido um calor por debaixo da saia com aquela situação, meu sangue ferveu e comecei a ficar nervoso, sá que ela me interrompeu dizendo - você está nervoso ai, mas está de pau duro, e eu nem tinha percebido, ai não resisti e tive que dar uma boa risada, a raiva foi passando e conversamos numa boa, então ela me perguntou se ela podia brincar um pouco com aquilo sá pra gente transar gostoso à noite pensando naquilo tudo e eu concordei, ai voltei pra cozinha e fiquei de papo com Renato, conversamos bastante, e decidimos queimar uma carne na varanda, compramos tudo que não tínhamos em casa, e buscamos a cerveja que não pode faltar, quando chegamos em casa, fiquei sem palavras, minha mulher ascendendo a churrasqueira com a mesma blusinha porém com um short curtíssimo, mostrando a poupa da bunda, não resisti e tive que comentar, nossa amor pra que isso tudo, desse jeito você vai atiçar o Renato e como você já tem dono não pode dar pra ele, - será que eu não posso? Disse ela, e demos boas gargalhadas, sá que acho que ninguém levou na brincadeira por que antes de abrirmos as cervejas o assunto La já estava pra La de picante, derrepente minha esposa faz um comentário, - se tivesse uma piscina aqui ia fazer um belo de um topless, to doida pra pegar um sol, Renato não perdeu tempo, e soltou logo – mas não precisa de piscina pra pegar sol pode fazer ai mesmo, - é verdade, respondeu ela, meu coração bateu forte, será que ela vai fazer isso? Pensei comigo, nem deu tempo de processar aquele dialogo, e logo já veio ela com uma toalha na mão e um bronzeador, tirou a blusa passou bastante bronzeador na parte frontal do corpo e se deitou sob o sol, - sá que vai ficar de short? Coloca a parte debaixo do biquíni pra deixar a marquinha, disse Renato, - mas eu não tenho biquíni, pois aqui não tem praia e dificilmente vamos a clubes com piscina, respondeu minha mulher, - a então tira ele, é melhor que ficar com a marca do short depois, não é mesmo, Fábio (meu nome)? Engoli seco não sabia o que responder, mas quem ta na chuva é pra se molhar, então concordei com ele, já com a mão cheia de sal temperando a carne, - então vem cá amor me ajuda a tirar, disse ela, - não dá amor, to temperando a carne aqui, tira você mesma, - me ajuda aqui então Renato! Pediu ela, - o que? Perguntei meio que exaltado, - ai amor é sá me ajudar com o short, disse ela, - olha, olha enhh! Exclamei, percebi que Renato estava com um baita volume dentro da bermuda, e aquilo me deu um baita tesão, e deixei rolar pra ver no que ia dar, ele tirou o short dela, e a danada estava sem calcinha, com aquela bucetona raspadinha toda a mostra, pirei na hora, e pelo visto Renato também, que já se ofereceu logo para terminar de passar bronzeador nela, e ela toda assanhada logo que aceitou, nisso eu já imaginava no que ia dar e já nem estava me importando mais, pelo contrario já estava louco pra tocar uma bela punheta vendo Renato fuder minha esposa, foi passando o bronzeador até que chegou perto do seu grelinho, - passa ai também, disse ela, e ele não perdeu tempo já foi logo enfiando dois dedos na xana dela, se colocou do lado dela e puxou a bermuda para baixo colocando o pinto pra fora, e que pinto, era enorme, ela já caiu de boca chegava engasgar, parecia uma puta, nunca tinha visto minha mulher tão safada daquele jeito, depois de muito sexo oral, ele me chamou – vem cá primo me ajuda aqui! Levantou as pernas dela e pediu que eu segurasse e colocou aquela vara de todo tamanho na portinha de sua xana, nossa que delicia foi ver minha mulher delirando sá de sentir aquela tora batendo na porta de sua xaninha, e começou a estocar, fudia como se estivesse a meses sem comer ninguém, e eu sá olhando, comeu ela de todas posições possíveis, - agora quero essa tora toda dentro do meu rabinho, disse ela, fiquei meio atônito pois ela não gostava muito de sexo anal, mas excitado queria ver ela gemendo com aquilo tudo dentro do seu rabinho, ela gritava como uma louca quando ele começou a enfiar – empurra vai, me rasga toda, gritava aos urros de prazer, deve ter comido seu rabinho por uns 5 minutos, mas ela não aguentou e pediu para parar, ele já tirou gozando nela por toda parte, jorrava porra ela ficou toda lambuzada, foi maravilhoso, e até hoje a gente goza muito relembrando aquele dia.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha namorada perguntou se eu era gay contohospedei em casa relato eroticomarido esposa e travesti enquanto marido dormir travesseiro na lava na bunda da esposa delecontoerotico casada crente separei fui morar com meu paicontos dei pro meu padastroconto de arrombando o cu do empregadoswing tio com sobrinhas flagrante historias contosFui confessar e comi a madre contosgay seduzindo hetero abaixando preso da casa so pra transarenteada nua contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casavideo de porno o cara foi concerta o icanamento e comel elapassando lápis na bucetachupando um suado conto gaynora putacontoscontos eróticos mulheres mais vadiasMeu sogro meseduziu contoContos eroticos interraciais no escritoroscontos eróticos caminhoneiro safadocontos eróticos com o genroO que e aclauzahomem gosta de perna aberta ou mais fecjadinha na hora do prazerEROTICO-minhas ferias lindascontoseroticos homemque gosta de cuspe,sebo de pau e mijoViadinho Sou Uma Putinha Contos Eroticosde sainha curtinha no colinho do tiozinho sem causinhacontos irma viajou no meu colofeira conto heteroquero ver um vídeo de graça de graça rouba pica bem grossa dentro da b***** entrando bem devagarzinho b************contos esposa evangélica e cunhadaconto vi arrebenta cu meu maridocomtos de travesty petdedo o cabasso do cuzinhocontos euroticos trai meu marido drento do onibus na paradacontocasado meninas virgem despedida de solteira da minha irma no meu apartamentoconto erotico dando minha bucetinha pro enfeemeiro da minha amigaele me comeu a xana sem medo contos eroticosnoiva dando para varios em lua de mel ficando toda arrombadaO amigo dele me comeu contoscontos de cú de solteironaContos eróticos gravida de 4 peõescontos de travecos comedorescontoseroticos sem quereeu liberei minha esposacontos troca de esposa na praiamarido chama primo pra tranzar com sua espozacontos eroticos menino curiosoconto erotico corno chantagem gayme apaixonei pelo um bandido conto heroticogozei na minha sobrinha conto eroticoGostaria de ver contos eroticos de adolestentescontos eroticos fudendo muitocontos eróticos mamãe meteu uma cenoura em minha bucetinhacontos eroticos homem casado dando para o primoContos eróticos teens tomando banho com meu irmãoconto de casada fudendo com outroContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas dormindotraí meu marido contoscontos o cheiro da rola do papaiSou casada mas bebi porro de outra cara contosConto porno filhà apanha de cintoconto moreno heteroEsposa de biquini com vendo futebol contocorretora assustosse com pau do cliente pornocontos eróticos minha calcinha rasgadacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacasa do conto erotico filha da patroa em reforma do aptrasparam minha buceta na cadeiavideo di japonesas e travestis dorminomeu buraquinho guloso no teu paucontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos esposa coloca coleira no maridocontos eróticos adicionei o menino e dei10 aninhos ja fodi contosConto erotico esplsa n obracontoerotico.com/mudinhacomo perdi o meu analMe comerao quando eu era novinha conto pornoconto eróticos na sapatariacontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu bebado quando eu tinha oito anosConto erotico sogra peituda 70 anoshttp://transei com pastor gay no banheiro contos eroticos gaycontos duas putinhas chorando na varaconto enrabei sogra humilhada frente filhacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto de sogra dando para genrocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casachavinho xxxcontos eroticos. esposo duvidou da esposacontos trocando sexo por TCCcriola no cuinho nao e nao guentoconto narceja vadiacontos erotico viajando com paiconto erótico gay em cinema. De Recifeminha filha pequena curiosa contos erotucosduas lesbicas se trepando uma ta em cima da cara da outra chupando de vagatinhoconto dpdetalhes como fui estupradocontos que gozada ela deuconto erotico o taxista negao